Páginas

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Bike Point/FME Criciúma em mais uma volta ciclística neste fim de semana!

A equipe de ciclismo Bike Point / Fme Criciúma finalizou o Tour de Santa Catarina de ciclismo neste domingo, e já encara novos desafios para o fim de semana.

A tradicional Copa Hans Fischer de ciclismo será realizada entre os dias 30 e 01 de maio na cidade de Pomerode.

Mais uma volta ciclística para o currículo dos jovens atletas da equipe criciumense, no sábado será disputado à prova de contra o relógio, com uma altimetria elevada. A prova terá uma distancia de 12 quilômetros para a categoria Júnior.

Criciúma esta sendo representada pelos atletas Dalton Jose, Kelvin Batista, Matheus Braz, Rodrigo De Bem, Artur Simione e Vinicius Dos Santos no masculino e por Ligia Milanez no feminino.

No domingo a prova ocorrerá entre os municípios de Pomerode, Timbó, Benedito Novo e Doutor Pedrinho num total de 80 quilômetros de resistência. O vencedor da volta será o ciclista que percorrerá as distancias dos dois dias em menos tempo.

O principal desafio do ciclismo de Criciúma para o primeiro semestre será a disputa dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina na segunda quinzena de julho, o grupo já se prepara para trazer mais um titulo para o sul do estado.

Agradecemos ao restaurante Andrade e Toca do Casario e ao Djamas Refeições.

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Equipe Bike Point de Ciclismo no 25º Tour de SC

Após 5 dias pelas maravilhosas estradas catarinense, a equipe Bike Point/ Fme Criciúma finalizou sua participação no 25º Tour de Santa Catarina de Ciclismo.

O grupo formado por Kelvin Batista, Matheus Braz, Crystian Fronza, Dalton Assis e Sulivan Scotti não deixaram a desejar e disputaram de igual para igual com os melhores ciclistas do Brasil.

A maior conquista do grupo foi sem duvida a aquisição de uma vivencia do verdadeiro mundo do alto rendimento dentro do ciclismo, uma experiência inigualável.

Foram 633 km do oeste ao leste do estado com um grande acumulo de altimetria. O grupo não pode aparecer no boletim da prova por motivo do ranking nacional adulto, mas nosso grupo demonstrou que esta no caminho correto na formação de novos atletas do cenário nacional.

20/04 (qua) – Itá/Campos Novos                         - 183km
21/04(qui)    - Campos Novos/Lages                   - 130km
22/04(sex)     -Lages/Urubuci                              - 150km
23/04(sab)     -Urubici/Mirante Serra Rastro        -  83km
24/04(dom)   -Nova Veneza/Bom Jardim Serra   -  90km

No próximo fim de semana a equipe viaja para Pomerode para a disputa da Copa Hans Fischer.








sábado, 23 de abril de 2016

Chegou o Creme Antiatrito Solifes Endue Chamois!





Na semana do seu lançamento, o Endue Chamois foi colocado à prova em um dos mais desafiadores eventos de MTB do Brasil. O Desafio dos Rochas que aconteceu em Pomerode no Estado de Santa Catarina, no dia 10 de abril, foi um teste de fogo para atletas, equipamentos e para o creme antiatrito Endue Chamois. Todos os atletas que utilizaram Endue Chamois, puderam comprovar a tecnologia presente no produto e seu desempenho foi absolutamente inquestionável.
Esportistas dos mais diversos segmentos, que convivem rotineiramente com atrito da pele ao tecido e do próprio movimento provocado pelo corpo, principalmente embaixo dos braços, na virilha, entre as coxas e nos mamilos, sabem o quão desconfortáveis são as lesões ocasionadas pelo esforço e movimento repetitivo, atrapalhando seu desempenho e planejamento de treinos e provas.

Neste sentido, o Endue Chamois é um dos recentes lançamentos da Solifes – Solution Life Sports, uma empresa pensada para o desenvolvimento de produtos de ponta, com alta tecnologia e matéria-prima selecionada, para atender as necessidades e anseios de atletas profissionais e amadores na busca de conforto e do melhor desempenho em suas atividades.
A Solifes acredita que para um produto ter qualidade comprovada, é preciso testá-los nos mais diversos ambientes e sobre condições adversas. Foram mais de 12 meses de desenvolvimento e testes com diversos atletas para chegarmos ao ponto ideal do Endue Chamois e esse padrão se estende à uma linha de produtos que está por vir, respeitando os princípios da qualidade, desempenho e satisfação dos apaixonados pelos
esportes.



Para os próximos meses estão previstos lançamentos de novos produtos carregando o DNA Solifes. Produtos esses, com a finalidade de oferecer soluções eficazes as pessoas que fazem parte do propósito de fundação dessa Empresa Catarinense, os atletas!

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Semana Green Week Cannondale

#244 - Green Week Bike Point! Os mais tops produtos Cannondale só na Bike Point!
Clique aqui para ver no navegador
   

Caso haja diferença de preço ou descrição do produto entre este e-mail e o do site,
a condição válida e praticada será a do site.
Para maiores informações consulte um de nossos vendedores!

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Bike Point participa da 25ª Volta de Santa Catarina de Ciclismo


A mais tradicional, prestigiada e charmosa competição ciclística do Brasil, terá inicio nesta quarta-feira em Santa Catarina.
 
A prova mais cobiçada do ciclismo nacional retorna as estradas com partida da cidade de Itá, oeste do estado. Com 25 anos de historias a Volta de Santa Catarina de ciclismo tem nome e sobre nome de sucesso no calendário latino americano e passará por cidades como Concordia, Capinzal, Campos Novos, Lages, Urupema, Urubici, São Joaquim, Bom Jardim da Serra, Nova Veneza, Criciúma, Siderópolis, Treviso e Lauro Muller.
 
Mesmo sendo uma competição destinada para atletas adultos, à equipe Bike Point / Fme Criciúma recebeu o convite especial para encarar este grande desafio.
 
De acordo com Gustavo Freitas, técnico da equipe, a volta deste ano será uma das mais difíceis de todos os anos anteriores, o alto nível de altimetria acumulada ultrapassa os 13 mil metros em cinco dias. Para poder ter uma noção a etapa da serra do rio do rastro terá um total de 2500 metros de desnível de acumulado.
 
Mas a equipe está motivada e preparada com seus jovens atletas, os atletas Crystian Fronza, Dalton Jose Assis, Matheus Braz, Kelvin Batista e Sulivan Scotti estão em ótima forma física,  chegando a excelente marca de nove mil quilômetros de treinamentos nesta temporada.
 
O grupo viaja nesta terça feira com a mais difícil missão de seus 17 anos de existência, desempenhar um papel de excelência na competição mais desejada do país. Serão 630 quilômetros em cinco dias.
 
Confira o calendário das etapas;
 
19/04 (ter)   – Itá congresso técnico
20/04 (qua) – Itá/Campos Novos                        - 183km
21/04(qui)    - Campos Novos/Lages                   - 130km
22/04(sex)     -Lages/Urubuci                               - 150km
23/04(sab)     -Urubici/Mirante Serra Rastro         -  83km
24/04(dom)   -Nova Veneza/Bom Jardim Serra    -  90km

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Novo Shimano SLX M7000 expande possibilidades para ciclistas de trail, aventura e recreacionais

O lançamento da linha intermediária do grupo de componentes SLX da Shimano traz muitas das características do Deore XT com preço acessível, durabilidade e compatibilidade para torná-lo adequado a praticamente todos os praticantes de mountain bike. O design do novo SLX M7000, que estará disponível no Brasil à partir de setembro de 2016, foi focado nos diferentes estilos de MTB que existem atualmente. São atendidos três tipos de ciclistas com as opções de relação de marchas apresentadas: aqueles que preferem uma configuração 1x11 velocidades, com coroa única e foco na simplicidade; os que procuram uma configuração ideal de 2x11 velocidades e coroa dupla; ou então ciclistas que precisam de uma relação de marchas otimizada e a conveniência de uma relação tripla 3x10 velocidades.


Eficiência da transmissão - Leve e durável, o pedivela FC-M7000-11 (1x11 e 2x11) possui na versão 1x11 (coroa única) a tecnologia Dynamic Chain Engagement, para oferecer uma maior força de retenção da corrente, prevenindo a queda da mesma, até nas trilhas mais pesadas. Além disso, ele foi projetado visando rigidez e para oferecer uma troca de marchas altamente eficiente e precisa.

Na configuração 2x11, as combinações de marcha próximas garantem que não haja buracos na relação, permitindo que o ciclista mantenha um ritmo eficiente através de toda a amplitude das marchas. As opções de configuração foram mantidas em pedivelas com capacidade de 10 dentes (34-24, 36-26 e 38-28 dentes). Os usuários de coroas únicas possuem a opção de coroas 30, 32 ou 34 dentes para combinar com duas opções de cassete (11-40 e 11-42 dentes). Especificações tipo B também estão disponíveis nos pedivelas duplos e de coroa única para acomodar cubos traseiros de 148mm sem prejudicar a linha de corrente.

O sistema por trás dessas relações otimizadas ao ciclista é conhecido como DYNA-SYS11, que mistura a tecnologia de trocas de marcha e o design da Shimano, permitindo que os ciclistas produzam potência constante e eficiente, enquanto mantêm tração e embalo. Ao mesmo tempo, o pedivela 3x10 (FC-M7000-10) de relação 40-30-22 dentes e tecnologia DYNA-SYS, foi projetado para oferecer trocas de marcha consistentes com a relação mais eficiente e transmissão para ciclistas recreacionais de todos os tipos.

O novo design dos pedivelas 1x11, 2x11 e 3x10 vai além do que apenas estética e design. Vedações melhoradas no movimento central reduzem a entrada de água e sujeira, aumentando a durabilidade e mantendo a eficiência ao longo do tempo.

Na traseira, o cassete leve e minimalista de 467 gramas (11-40 dentes) segue a filosofia DYNA-SYS, permitindo que o usuário faça mudanças de marcha macias e precisas e rode na coroa que for mais eficiente por mais tempo. Aqueles que usam pedivelas 1x11 ou 2x11 também têm a opção de um cassete de 11-42 dentes para expandir as opções de marchas mais leves, enquanto que os que utilizam sistemas de pedivelas 3x10 podem escolher configurações 11-32, 11-34 ou 11-36 dentes do cassete CS-HG81-10.

As mudanças de marcha são feitas pelos trocadores ergonômicos Rapidfire Plus SL-M7000-11/10, permitindo que sejam trocadas até três marchas de uma só vez e é também possível fazer a troca para os pinhões menores com o dedo polegar ou indicador. Esse recurso simples, mas incrivelmente útil, também proporciona trocas consistentes e estáveis na dianteira e traseira. As opções de fixação I-spec II (SL-M7000-I / SL-M7000-10-I) e I-spec tipo-B (SL-M7000-B-I / SL-M7000-B-I) fornecem opções de cockpit ajustados ao ciclista.

Trocadores comandam e câmbios respondem. A tecnologia SHADOW RD+ oferece trocas rápidas e macias, juntamente com correntes mais estáveis, graças a um dispositivo de travamento do câmbio traseiro. O câmbio traseiro de braço médio (RD-M7000-11-GS) provê uma capacidade de 41 dentes, enquanto que o câmbio traseiro de braço longo de 10 velocidades (RD-M7000-10-SGS) possui uma capacidade maior de 43 dentes para compatibilidade com o pedivela triplo.

A potência de trocas dos câmbios dianteiros de 11 velocidades (FD-M7020-11) e 10 velocidades (FD-M7000-10) foi aumentada para permitir trocas rápidas com uma rota de conduíte eficiente e operação leve. As opções incluem o Side Swing, Top Swing e Down Swing para permitir compatibilidade com chainstays mais curtos, pneus mais largos e rodas de 27.5/29.

Rolagem confiável - Os cubos SLX foram redesenhados para suportar todas as condições do tempo e ter um desempenho confiável graças às vedações de alta qualidade e esferas de contato angular. Os cubos FH-M7000/7010 também possuem um mecanismo de freehub refinado de engate rápido e de 360 graus, com 36 posições de engate. Os cubos dianteiros vêm com um peso reduzido de 189 gramas (HB-M7000) ou 148g (HB-M7010), enquanto os cubos traseiros têm 384 gramas (FH-M7000) ou 357 gramas (FH-M7010). Tanto o cubo dianteiro como o traseiro possui compatibilidade com os padrões Boost 110 e 148.

Supremacia de frenagem - A posição Rider Tuned do manete BL-M7000 possibilita um funcionamento suave, consistente e previsível do sistema de freio hidráulico (BR-M7000) e, combinado com os rotores SM-RT70 de 160, 180 ou 203mm, você tem à disposição um alto poder de frenagem em qualquer condição.

Em suma, o novo grupo SLX M7000 alcança um nível de desempenho, eficiência, durabilidade e valor inigualáveis. Tecnologias encontradas nos componentes premium da Shimano foram transferidas para os novos componentes SLX M7000, deixando que o ciclista foque no que importa, tendo o máximo de diversão e prazer nos seus pedais.


quinta-feira, 14 de abril de 2016

Tecnologia Di2 da Shimano chega ao nível Deore XT

Posicionado em um nicho entre competidores profissionais e ciclistas de fim de semana, o grupo de componentes XT dá destaque à alta competitividade e habilidade dos mountain bikers - ciclistas auto-suficientes das montanhas. Bikers que dedicam várias horas por dia de treino para manterem-se em forma e prontos para serem testados contra os melhores: eram esses mountain bikers amadores que a Shimano tinha em mente quando desenvolveu o Deore XT Di2 M8050.

O ciclista iniciante que já sonhou em vencer uma corrida, fez a inscrição em uma prova que não tinha ideia se deveria estar ali, colocou o numeral e olhou em volta com um pouco de inveja para as bikes dos outros competidores, é de você que a Shimano está falando. Para quem almeja os componentes mais modernos em busca da tecnologia para transformar o pedal, então a resposta é Shimano Deore XT Di2 M8050.

A tecnologia para transformar o seu pedal - Dois anos depois de lançar o primeiro sistema eletrônico de mudança de marchas para o Mountain Bike, a Shimano apresenta a potência e a tecnologia que transformarão drasticamente a forma com que o ciclista pedala hoje: o Deore XT Di2. Ao toque de um botão e com apenas um trocador, muda-se as marchas com extrema exatidão, rapidez e precisão.

Quando a trilha de repente se transformar em uma subida, a transmissão do Deore XT Di2 responderá à todas as necessidades. Quando as mãos estiverem doloridas após horas de pedal, um leve toque no botão do Di2 é tudo o que é preciso para ir para uma marcha mais eficiente. Junto com a tecnologia Synchro Shift, que ajusta automaticamente o câmbio dianteiro e a linha da corrente, o cilista tem sempre a opção certa de marchas para fazer mudanças de forma rápida em subidas duras, descidas mais técnicas ou na pura adrenalina da competição.

Assim como o câmbio traseiro mecânico do Shimano Deore XT M8000, o câmbio eletrônico do Deore XT Di2 M8050 também inclui a tecnologia Shadow RD+, projetada para eliminar o balanço da corrente e mantê-la nos pinhões mesmo em diversas situações de terreno, permitindo trocas de marcha mais estáveis.

Porém, a tecnologia mais inovadora presente no Deore XT Di2 M8050 é a nova conexão wireless bluetooth com o programa E-TUBE da Shimano, sistema usado pela Shimano para configurar e controlar a forma como o Di2 se comporta. Por meio da tecnologia bluetooth, ciclistas e mecânicos poderão se comunicar por wireless com computadores, tablets ou smartphones pelo sistema de informações display SC-MT800 e por nova bateria. Assim como a customização wireless em oficina, o ciclista pode configurar um padrão de trocas de marchas de sua preferência na trilha através de um aplicativo em seu smartphone.

Além disso, o Sistema Shimano wireless D-Fly Data Management permite que o o ciclista veja informações da bateria e de marchas, em displays de outros dispositivos compatíveis (por exemplo, ciclo-computadores). Essa tecnologia está embarcada nos componentes do Deore XT Di2 e estará disponível como upgrade para os ciclistas que utilizam Shimano XTR Di2, seja com o display de informação SC-MT800 ou o SC-M9051, além de uma nova bateria, interna ou externa.

Os componentes da aventura - Falando dos componentes em si, o foco do desenvolvimento do Deore XT Di2 M8050 está no sistema de transmissão. Os trocadores Firebolt, dianteiro e traseiro SW-M8050, foram projetados para oferecer uma operação fácil e trocas de marcha precisas com uma ação de rotação ergonômica, um clique simples e curto, além de múltiplas possibilidades de trocas sem esforço. A posição do botão de mudança do Firebolt é customizável e pode ser posicionado exatamente na posição de descanso natural do dedão do ciclista. Isso permite mudanças rápidas sem precedentes, que combinam os esforços do ciclista

A tecnologia Synchro Shift inerente aos trocadores, significa que os ciclistas podem escolher ter apenas um trocador para dar conta das mudanças dianteiras e traseiras. Um mapa de trocas de marcha customizável permite que sejam programadas as marchas em que o Di2 faz a mudança automática para a coroa maior, quando é feita as trocas para os pinhões menores; ou para a coroa menor, quando subindo para os pinhões maiores. Seja qual for a razão de marchas escolhida, a filosofia Shimano Rhythm Step garante que os ciclistas mantenham uma cadência e estilo de pedal fluidos, sem grandes saltos entre as marchas, nem juntas ou músculos sobrecarregados. Apenas um pedalar mais leve proporcionado pelo alcance de marchas. Sem comprometimento, apenas foco na simplicidade e na diversão.

Os trocadores são projetados para trabalharem em harmonia com o display de informações SC-MT800, o câmbio traseiro RD-M8050 e o câmbio dianteiro FD-M8070. O display do sistema de informações SC-MT800 apresenta a marcha e os níveis de bateria, e é também o ponto de controle de operação do ajuste fino, da função de reinicialização e do ajuste wireless da velocidade das mudanças múltiplas de marcha e operação do Synchro Shift pelo computador, tablet ou smartphone.

Os câmbios dianteiro e traseiro, FD-M8070 e RD-M8050, mantém a precisão e estabilidade nas mudanças desenvolvidas para o XTR Di2. O sistema automático de ajuste do câmbio dianteiro, controlado por computador, mantém o sistema de marchas rodando suave. Enquanto isso, nas mudanças traseiras, as trocas são uniformes mesmo sob cargas e pressão em subidas íngremes, ou quando os cassetes estão cheios de lama. Os motores dos câmbios são duas vezes mais fortes do que os do Dura-Ace e do Ultegra Di2, para oferecerem trocas precisas em condições adversas.

A performance da bateria é idêntica à do irmão XTR Di2, permitindo no mínimo centenas de quilômetros de funcionamento sob uso pesado (por exemplo: várias mudanças de marcha em coroas triplas e utilização de aparelhos auxiliares). O display de Led indica a carga da bateria e apaga após alguns segundos sem utilização, para economizar a vida útil da mesma. Se o ciclista sentir que está com pouca carga, a recarga da bateria dura cerca de 90 minutos e as baterias internas têm fácil funcionamento estilo plug and play.

A durabilidade também está alinhada com os componentes do XTR Di2. Um sistema selado e à prova d’água garante que os sinais eletrônicos do Deore XT Di2 resistirão à lama, água e poeira, nas piores condições. Além disso, sem a preocupação de cruzar as marchas, com o amaciamento de cabos ou de ter que ajustá-los, as mudanças de marcha serão incrivelmente consistentes.

Os componentes do Shimano Deore XT Di2 estarão disponíveis no Brasil à partir do último trimestre de 2016.


Sobre a Shimano - Empresa líder de mercado em componentes e acessórios para bicicleta e pesca, a Shimano foi criada em 1921 e possui sede em Sakai, no Japão. O escritório da Shimano Latin America (SLA) foi fundado em 2007.

A Shimano desenvolveu as exclusivas tecnologias STI (Shimano Total Integration - alavanca de marchas e freio integrados), SPD (Shimano Pedaling Dynamics - para sapatilhas e pedais) e SIS (Shimano IndexSystem), reconhecidos e referência no mundo todo. Possui entre suas marcas nomes que são sinônimos de qualidade e performance no universo ciclístico: XTR, Dura Ace, Ultegra, DI2.

segunda-feira, 11 de abril de 2016

Aproveite essa nova condição de Pagamento na Bike Point!


 Agora na Bike Point você pode parcelar em até 12x aquela Bike, Roupa ou Acessório!

Mas aproveite! Promoção válida apenas até o dia 16 de Abril!



quinta-feira, 7 de abril de 2016

Pedal do Tiradentes! - Dia 21 de Abril de 2016

terça-feira, 5 de abril de 2016

Ultimos dias de inscrição do Audax com a camisa do Evento!

http://www.riscozeroadventure.com.br/index/calend_ver/177

Audax 200km e Desafio 100km Bike Point!
Um novo trajeto! Um novo desafio!
http://www.riscozeroadventure.com.br/index/calend_ver/177

Atenção! Não deixe a sua inscrição para a última hora! Inscrições do Audax 200km e Desafio 100km com a camisa do evento somente para inscrições feitas até o dia 9 de Abril! Após essa data as inscrições não incluem a camisa!

segunda-feira, 4 de abril de 2016

O surgimento do Rapid Fire e o Grupo XTR

Antes mesmo do STI ser apresentado as Speed/Road a Shimano inovou no sistema de passagem de marchas nas mountain bikes. No final de 1989, a Shimano introduziu seu "Rapidfire" deslocando posteriormente essa tecnologia das bicicletas de montanha para  as Speeds com os sistemas STI.



Shimano XTR com o sistema Rapid Fire

Essa novidade trouxe muitos benefícios entre eles a possibilidade de você trocar de marcha sem a necessidade de tirar a sua mão da bike, você pode manter a sua mão no lugar e mudar a marcha utilizando apenas o polegar. Assim você consegue tanto garantir a diversão e a segurança tanto numa subida ou numa descida, independente do terreno que você esta enfrentando.
Posição da mão e o sistema de passagem de marchas, mais segurança ao pedalar!
Isso trouxe a mudança indexada ao guiador - algo que antes só eram disponíveis nos passadores que eram preso no quadro ou nos passadores de alavanca única. Este mecanismo funciona como uma catraca, a alavanca cria uma aplicação de tensão ao cabo de engrenagem, facilitando assim a troca de marcha. O mecanismo Rapidfire foi, subsequentemente, adaptado para ser utilizado em alavancas STI.


Grupo Shimano XTR de 1991 com a inclusão dos primeiros Rapid Fire

Assim a partir de 1990 a Shimano a shimano começou a formar os seus primeiros grupos, que ja incluiam o Rapid Fire para efetuar as trocas de marchas, conquistando a todos os ciclistas pelo mundo. Em 1991 a Shimano lançou o grupo XTR, um grupo de MTB que transmite alta performance, leveza e eficiência.

Esse artigo faz parte da Semana Shimano! Tudo com até 50% OFF, navegue no site e confira!

http://www.bikepointsc.com.br/?FD=shimano